Educação ao Redor do Mundo: Singapura

Singapura: professores com excelente nível de conhecimento


Singapura é uma cidade-Estado. Apesar de ter cerca de 5 milhões de habitantes, é o menor país do Sudeste Asiático.

Ser professor em Singapura significa ter um elevado status em uma nação pequena.

Os recrutados são aqueles que se formaram entre as três melhores colocações das salas em que estudaram. Depois disso, eles ainda passam por um programa especial de treinamento. Assim que terminam, as instruções passam a se aprofundar em entender como as crianças aprendem, crescem e se desenvolvem.

Singapura, que pontua em quinto lugar no ranking mundial de matemática, ciências e redação, tem o foco na educação pré-escolar, afirma Elanna Yallow, diretora executiva do Programa de Conhecimento Universal em Aprendizado Inicial, que trabalha com pré-escolas e centros de cuidados com crianças em países como Singapura e Estados Unidos.

Testes e monitoramentos rigorosos são a norma para as escolas de lá. Além disso, a língua dos negócios no país é o inglês, mas muitas crianças falam mandarim, malaio e tâmil como segunda língua em casa ou na escola e alguns aprendem uma terceira ou mesmo quarta língua em certas escolas, afirma Yallow.

Ainda assim, o sistema educacional do país não é apenas sobre a aprendizagem mecânica e memorização. “Ética e cidadania são temas obrigatórios na escola”, afirma Charles Fadel, co-autor de Habilidade do Século 21: Aprendendo Para a Vida em Nossos Tempos.



Detalhamento técnico do Ensino de Singapura:

O sistema de ensino de Singapura está estruturado em níveis básicos, embora dentro de cada nível possam existir várias opções, a depender das habilidades de cada aluno e das finalidades pedagógicas. No país há instituições públicas e privadas.

Normalmente, as crianças iniciam a vida escolar com cerca de quatro anos de idade, no nível denominado Preschool (pré-escola). Apesar das creches não serem públicas, devem estar registradas no Ministério da Educação. Também existem creches internacionais específicas para estrangeiros.

Esta etapa dura até os seis anos, quando se passa à Primary School (Educação Primária, correspondente ao Ensino Fundamental I e parte do EF II), com duração de seis anos. Durante a etapa da Educação Primária, os alunos estudam Língua Materna, Inglês, Ciências (desde o 3ºano), Matemática, Música, Artes, Educação Moral e Cívica, Educação da Saúde, Estudos Sociais e Educação Física.

Ao término dos seis anos de Primary School, os alunos submetem-se a um exame, que determina os estudos posteriores. Esta prova denomina-se Primary School Leaving Examination (PSLE).

Dependendo da nota obtida no PSLE, os estudantes realizarão um tipo de programa ou outro na Secondary Education (Educação Secundária, que envolve parte do EF II e Ensino Médio), com o objetivo de ganhar flexibilidade e um curriculum variado, adequado às necessidades de cada aluno. A depender dos programas oferecidos, algumas escolas podem admitir estudantes de forma totalmente discricionária, enquanto outras não têm o mesmo direito, ou podem ter apenas uma porcentagem de discricionariedade na admissão de seus alunos.

O sistema de ensino, além disso, permite a mudança entre os diferentes tipos de curso para aumentar o nível de flexibilidade. Ao término destes programas, os estudantes fazem exame de O Levels (Special Courses, Express Courses) ou N Levels (Normal Courses).

A seguir listamos alguns programas da Educação Secundária:

  • Special Programme: tanto este como os Express Programmes oferecem o ensino de língua materna em um nível mais avançado.
  • Express Programme
  • Normal Course (Academic ou Technical)
  • Integrated Programmes (IPs): Destina-se aos estudantes que têm um “claro potencial para entrar na universidade”. A grade curricular é direcionada especificamente a este fim, já que se dirige ao desenvolvimento de determinadas capacidades necessárias aos estudos universitários e centra-se em conhecimentos que permitirão adaptar-se melhor ao Ensino Superior. Os estudantes destes programas não precisam realizar os GCE “O” levels para ingressar na universidade.
  • Existem outros programas caracterizados pelo bilinguismo ou pela relevância de uma ou outra língua (malaio ou chinês, por exemplo). O site do Ministério da Educação disponibiliza informações a respeito.
  • Specialised Programmes: Estes programas dirigem-se a estudantes especialmente capacitados para uma disciplina ou área específica de conhecimento, principalmente as artes e os esportes. As escolas que oferecem estes programas (Specialised Independent Schools) vêm sendo implantadas desde 2004. Alguns exemplos são a Singapore Sports School e a National University of Singapore High School for Mathematics and Science.

No nível pré-universitário (equivalente ao Ensino Médio), os estudantes preparam-se para o ingresso na universidade. Este período tem uma duração de dois ou três anos, dependendo da realização dos estudos em um júnior college ou um centralised institute, respectivamente. Após o período de formação, os estudantes fazem exames do tipo A levels, que são um dos fatores avaliados para a admissão na universidade. Os alunos que finalizam esta etapa de ensino recebem o School Graduation Certificate.

Deve-se levar em conta que os parâmetros de admissão das universidades podem diferir, dado seu grau de autonomia cada vez maior. Por outro lado, os estudantes que desejam ingressar na universidade e provêm de uma escola técnica têm requisitos de admissão diferentes dos estudantes provenientes da formação que equivale ao Ensino Médio.

O que o Ministério da Educação da Singapura denomina Pós Secondary Education inclui as Universidades, as Escolas Politécnicas, o Institute of Technical Education (Instituto de Educação Técnica), oLASALLE-SIA College of the Arts e a Nanyang Academy of Fine Arts. Há dois tipos de universidades: as autônomas e as privadas (que por sua vez podem oferecer cursos de Graduação ou Pós-graduação). Para mais informações sobre o sistema universitário na Singapura, recomendamos visitar nossa seção denominada Universidades.

As Escolas Politécnicas têm como foco oferecer formação dirigida a formar profissionais, sobretudo em âmbitos técnicos, de um ponto de vista prático e atento às inovações.

Institute of Technical Education (ITE) é uma instituição dedicada à formação prática de excelência e encarrega-se de estabelecer os padrões de competências e certificá-los no país. O LASALLE-SIA College of the Arts e a Nanyang Academy of Fine Arts encarregam-se do ensino das Belas Artes. Oferecem tanto programas subvencionados pelo Governo como não subvencionados.

Assine nossa Newsletter e receba promoções

Receba nossas novidades e promoções assinando nossa newsletter.